28 de abril de 2017

Várzea Grande - MT

Após 10 anos, obras do PAC são retomadas em Várzea Grande

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos, assinou na manhã desta quinta-feira (27.07) a autorização para licitação das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que trarão grandes investimentos para a melhoria do fornecimento de água e esgotamento sanitário no município.

A retomada do PAC, que estava parado há 10 anos, mostra o compromisso e a preocupação da gestão com os avanços em Várzea Grande.

Serão ao todo R$ 168 milhões para construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), para as obras de esgotamento sanitário da sub-bacia2, com 10 elevatórias e redes, que contemplará 49 bairros e ampliação das redes de distribuição de água.

A meta, segundo a prefeita de Várzea Grande, é que a água chegue 100% no município. “São R$ 168 milhões que estamos empreendendo e no caixa, para podermos fazer a justificativa de um trabalho que estava parado desde 2007. Muitas pessoas talvez achem que o esgoto não seja um grandioso trabalho, porque está debaixo da terra. Mas o esgoto é saúde, e é isso que queremos empreender em nosso município. A água potável estamos trabalhando para 100% de água dentro da nossa cidade. Vamos juntos, para podermos fazer uma força só, acreditar em Várzea Grande, e dizermos: como é bom morar nessa cidade. Estamos aqui para empreender e fazer cada vez mais”, pontuou.

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, que marcou presença no evento de assinatura reiterou o compromisso e a confiança na gestão de Lucimar.

“O Estado de Mato Grosso está aqui junto, porque nós acreditamos nessa administração. Prefeita, a senhora tem o meu apoio, porque o povo de Várzea Grande quer que a senhora continue na administração”.

Segundo o secretário de gestão, Jaime Campos, as obras do PAC no município são a realização de um sonho, que transcorre desde 2007.

“Isto aqui é praticamente um sonho que se realiza. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) este que foi assinado em 2007, transcorreram 10 anos, e lamentavelmente não acontecia. A prefeita Lucimar Campos assumiu a prefeitura e nós fomos procurar os órgãos de controle, para que essa obra fosse uma realidade em nossa cidade. O projeto em sua essência é deixar Várzea Grande com 100% de água, universalizar a água para todos os recantos dessa cidade. E 72% com cobertura de esgotamento e tratamento sanitário, hoje temos apenas 14%. Para podermos oferecer uma melhor qualidade de vida. Esse é um momento histórico para o povo várzea-grandense. ”